Como criar e cativar seu público

23 de março de 2018 - Geral

cativar seu publico

Quando falamos sobre eventos, existem dois pilares principais para seu desenvolvimento e sucesso: conteúdo e público. O primeiro remete a apresentação e como você irá vender seu produto, no caso, seu evento. O segundo trata-se de quem fará parte disso, quem comprará o que você oferece. Existe uma linha tênue entre sucesso e fracasso e tudo isso depende do quanto você conhece o que oferece e para quem. Pensando nisso, nós listamos algumas dicas e orientações sobre como ser o mais assertivo possível durante o desdobrar de tudo.

VALIDAÇÃO

Quem inicia uma produtora de eventos e almeja ser dono de uma festa ou festival de renome, sabe que começar algo sem ter noção do que deseja entregar ou esperar do futuro, é o mesmo que dar um tiro no escuro: a chance de acertar é mínima. Portanto, desenhar o modelo inicial do projeto final, com os pés no chão, é o ideal.

Dois pontos importantíssimos e que sem dúvidas estão totalmente ligados ao resultado final, é o público envolvido e onde ocorrerá. Você já pensou em fazer algo que na sua cabeça era incrível, mas que na prática nem seus amigos mais próximos compareceriam, por não agregar absolutamente nada? Pois bem, fuja disso se quiser ter êxito!
A dica é: venda seu projeto bem antes dele sair do papel. Pergunte ao máximo de pessoas se elas iriam ou não a um evento do tipo, e com isso, colete dados para ir lapidando sua ideia conforme as opiniões forem surgindo e você ver a importância de coisas que antes não notava.

DIFERENCIAL

Levar em consideração as datas comemorativas do ano é algo importante, mas como isso não é nenhum segredo, várias pessoas farão o mesmo. Nessa hora, o diferencial é o que fará sua segmentação de público escolhê-lo e não o concorrente. Você oferece algo para a experiência das pessoas suficiente para que elas optem pelo seu produto e não pelo alheio? Responda essa pergunta e já terá dado um grande passo. Agora, se a ideia é fazer algo totalmente inusitado, não ligado a qualquer data já pré-estabelecido, as coisas complicam por um lado e facilitam por outro. Complicam pelo fato de você ter que cativar seu publico partindo do zero, com criatividade e inovação, e facilitam pelas possibilidades serem infinitas e tudo poder ser um diferencial.

TENTATIVA

Após validar o seu diferencial, o próximo passo é arregaçar as mangas e tirar tudo isso do papel, pois uma coisa é planejamento e outra é execução. Para alcançar o objetivo, suba um degrau de cada vez! Um local pequeno para a primeira edição facilita o desenvolvimento e cria um senso de urgência para o público, pois como cabem poucas pessoas, quem não comprar logo, perderá a oportunidade. Além disso, a coleta de dados é facilitada quando o evento é bastante enxuto. Pedir nome completo e algo para contatá-lo, como whatsapp ou e-mail, torna possível a criação de laços com os participante. Isso aumenta a chance de comparecerem em outras edições, além de permitir após o evento o envio de uma pesquisa de satisfação para coletar feedback, que é o próximo e último ponto que desenvolveremos nesse artigo.

FEEDBACK

Se você quer crescer, uma de suas maiores preocupações sem dúvidas deve ser a satisfação do público, pois é ele que irá propagar se seu serviço é realmente bom e também manterá sua ideia viva.

Imaginamos que já tenham ouvido a frase “correr mais que notícia ruim”, pois bem, não queremos clientes insatisfeitos e muito menos algo negativo sendo espalhado. Mesmo que nem tudo tenha sido 100%, ouvir quem fez parte do processo possibilita a correção de inúmeros problemas e cria um certo empoderamento, pois as pessoas se sentem realmente importantes e parte da melhoria para o bem comum.

Ser protagonista é quase uma necessidade humana, portanto, cative seu público. Ser aberto a feedbacks é com certeza o que diferencia um bom produtor de um produtor medíocre. E citando Clarice Lispector “Dizem que a vida é para quem sabe viver, mas ninguém nasce pronto. A vida é para quem é corajoso o suficiente para se arriscar e humilde o bastante para aprender”.