Como captar patrocinadores de forma certeira

10 de abril de 2018 - Fases do Evento

 

captar patrocinadores

Para que um evento ocorra e seja bem sucedido, são necessárias inúmeras coisas que dependem de verba, como local, infraestrutura e atrações, sem contar bebidas, alimentos e o apoio de uma equipe que também terá de receber pelo serviço prestado.

Seja ele grande, médio ou de pequeno porte, todo evento demanda tempo e recursos. Caso você tenha se comprometido com a organização de um projeto, talvez seja a hora de pensar em possíveis patrocinadores e cotas de patrocínio.

Mas por onde começar? Nós separamos três pontos que são de extrema valia na hora de decidir para quem e como pedir apoio.

1. Pesquisa

Ao se tratar de patrocínio, ser assertivo onde pedir apoio diminui as chances de receber um não logo de cara, pois o patrocinador verá sua ideia como investimento, não como uma espécie de esmola.

Para afunilar as possibilidades, responda: Pensando no seu evento, na sua proposta e no que você pretende entregar ao público, quais empresas e estabelecimentos podem enxergar valor e querer fazer parte dessa construção?

Para facilitar a resposta, um exemplo: A Budweiser foi uma das patrocinadoras do Lollapalooza deste ano. Qual o motivo? O Lollapalooza contou com 100 mil espectadores em média por dia circulando no evento. Vocês têm noção de quanta cerveja pode ser vendida para todo esse público? A Budweiser sim e se adiantou.
Criar esse sentimento de troca é a forma mais certeira de se cativar um parceiro.

2. Planejamento e apresentação

Por mais que o patrocinador valorize no que você diz, dados dão seriedade ao projeto, portanto, use-os a seu favor. É melhor dedicar tempo no planejamento e acertar no início, do que fazer algo mediano e precisar bater em inúmeras portas.

Um calendário que mostre aplicação e retorno do dinheiro investido, detalhadamente, cria mais segurança no patrocinador na hora de aplicar algo ou não.

Junto com o planejamento, como imaginam, tem a apresentação. Você não sabe para qual tipo de pessoa irá expor sua ideia, portanto, aposte no visual e na explicação oral do jeito mais organizado, condensado e criativo possível. Se não alcançá-lo de uma forma, a outra garante.

Slides demonstram comprometimento e dedicação(por ser algo trabalhoso), e se só com isso você já aparentar profissionalismo, a chance de confiarem que durante todo o processo continuará sendo, é muito maior.

3. Benefícios

Promoção da marca, aumento de clientes e vendas, divulgação de produtos, visibilidade em mídias sociais, são pontos interessantes para utilizar como moeda de troca.

A ideia é tentar captar dinheiro, portanto prepare cotas para seu apoiador ter como escolha, mas também dê a opção da troca por serviços que tenham relação com que ele já presta.

Exemplos: Se ele for dono de um posto de gasolina, pode bancar o combustível dos músicos; se ele for dono de uma gráfica, pode imprimir alguns cartazes para divulgação; se for dono de um hotel, pode ceder alguns quartos para a hospedagem de pessoas que fazem parte da organização.

Nem sempre empregar dinheiro em espécie cabe no orçamento do patrocinador e convenhamos, a troca é a forma mais eficiente de demonstrar ambos os serviços funcionando.

E agora? Está pronto para correr atrás? Conte para nós sobre sua experiência!